O que é Datilologia?


 
     É a soletração de uma palavra utilizando o alfabeto digital ou manual de língua de sinais. O alfabeto manual de Libras tem sua base no alfabeto da Língua Francesa de Sinais e, neste, cada sinal corresponde a uma letra. A datilologia é comumente usada para expressar substantivos próprios, também palavras que não possuem sinal conhecido ou, ainda, palavras da língua portuguesa que foram incorporadas à Libras e, por isso, são também soletradas como “nunca”, “oi” e “reais”. Importante! É importante frisar que o emprego da datilologia não substitui o uso correto dos sinais, pois, assim como no português, a Libras tem um léxico próprio, comunicado pelos sinais. E é bom destacar que, a relação da pessoa surda com a língua portuguesa é diferenciada. 


 Libras: Aprender para Multiplicar

A Proposta deste projeto oferecido pela UFRN é a difusão da libras, bem como a capacitação dos docentes que atendem ou atenderão alunos surdos, seja em instituições de ensino públicas ou privadas para promoção da educação inclusiva e fomento da prática bilíngue (Libras/Língua portuguesa) no âmbito educacional, por meio de um curso com carga horária de 120h que será dividido em dois módulos com 60h cada. As aulas ocorrerão aos sábados conforme o cronograma pré-estabelecido. 


Linguagem e Educação

video

Aproxima-se o Natal

Qual a data certa para montar a árvore natalina? 




Segundo a CNBB, Confederação Nacional dos Bispos do Brasil, o dia certo para montar a árvore natalina é 30 de Novembro.Quatro semanas antes do Natal. a árvore deve começar a ser montada no Primeiro Domingo do Tempo do Advento , quando se inicia o tempo do advento para a Igreja. Vale lembrar ainda que a árvore não deve ser montada toda de uma vez. O ideal é acrescentar enfeites e adereços aos poucos, durante as quatro semanas do advento, que é, para os católicos, tempo de preparação.

PROITEC DO IFRN ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS

 
 
O Edital 9/2014, do Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC), foi lançado nesta terça-feira (11). As inscrições podem ser realizadas a partir das 20h de hoje e vão até as 22h do dia 6 de abril, exclusivamente pela internet, na área do candidato (http://ingresso.ifrn.edu.br).
Para realizar a inscrição, o estudante precisa ter documento de identificação com foto atual e CPF próprios. A taxa de inscrição de R$ 20 pode ser paga até o dia 7 de abril nas agência bancárias. 
De acordo com o item 3 do Edital, podem participar do ProITEC os alunos que estejam regularmente matriculados no 9º ano do Ensino Fundamental em escola da rede pública de ensino e que tenham cursado todas as “séries”, ou “anos” anteriores do Ensino Fundamental, exclusivamente em escola da rede pública de ensino. Os alunos que já concluíram o ensino fundamental, mas que também fizeram todos os anos ou séries em escola pública, podem se inscrever. 
Além de se inscreverem pela internet, os alunos precisam confirmar a inscrição no Programa, entregando a documentação descrita no item 17 do Edital no período de 22 a 25 de abril, nos campi para os quais se inscreveram. Os endereços estão no ANEXO 1 do Edital. Ao entregar os documentos, os alunos receberão o material didático composto por um livro texto, acompanhado de DVD contendo as teleaulas gravadas, e um livro de atividades para subsidiar os estudos.
A prova do ProITEC irá ocorrer no dia 17 de agosto e não servirá como critério de ingresso no IFRN, mas para avaliar o desempenho do aluno no Programa. A divulgação do cartão de inscrição, que informa o local de prova, será no dia 8 de julho. Os alunos poderão imprimir o cartão na área do candidato a partir dessa data.
Isenção da taxa
Os inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e membros de família de baixa renda poderão solicitar a isenção da taxa de inscrição no período de 13 a 20 de março, no Serviço Social de cada campus para os quais se inscreveram, conforme procedimentos descritos no ITEM 11 do Edital.
Exame de seleção
O ingresso para os cursos técnicos de nível médio do IFRN será regido por um edital publicado dia 16 de setembro neste site. Ele destinará 50% do total de vagas aos que fizeram o ensino fundamental na rede pública. 
"A inscrição no ProITEC garante a isenção da taxa de inscrição no processo seletivo para as vagas do ensino médio integrado 2014. Quando as inscrições forem abertas, o candidato deverá entrar novamente na área do candidato para realizar a inscrição para o Exame, escolhendo o curso a que deseja concorrer, mas não precisará pagar uma nova taxa de inscrição", explica José Everaldo. 
O que é?
O ProITEC é um curso de formação inicial e continuada, na modalidade de educação a distância, com carga-horária total de 160 horas. O objetivo é o aprofundar a aprendizagem de alunos das escolas da rede pública de ensino do Estado do Rio Grande do Norte, contemplando as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Ética e Cidadania.

Índice de analfabetismo para de cair e fica em 8,7%, diz Pnad




Mais da metade da população analfabeta do país está na região Nordeste.
Sul e Sudeste apresentaram taxas de 4,4% e 4,8%, respectivamente.



A taxa de analfabetismo no Brasil parou de cair. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) divulgada nesta sexta-feira (27), em 2012, a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade foi estimada em 8,7%, o que correspondeu ao contingente de 13,2 milhões de analfabetos. Em 2011, essa taxa foi de 8,6% e o contingente foi de 12,9 milhões de pessoas.

Esta é a primeira vez que a taxa de analfabetismo aumenta em 15 anos. A última vez que o índice subiu em relação ao ano anterior foi em 1997. A partir de então, o índice vinha apresentando queda constante.
A região Nordeste registrou taxa de analfabetismo de 17,4% entre as pessoas de 15 anos ou mais de idade em 2012, 0,5 ponto percentual acima da taxa de 2011 (16,9%). O Nordeste concentra mais da metade (54%) do total de analfabetos de 15 anos ou mais de idade do Brasil, um contingente que somava 7,1 milhões de pessoas. Mas analisando a evolução em 8 anos, a maior queda da taxa de analfabetismo foi verificada na região Nordeste, de 5,1 pontos percentuais (22,5%, em 2004, para 17,4%, em 2012).
(Do G1, em São Paulo)